MUSICA BOCHINCHO JAYME CAETANO BRAUN BAIXAR

Aviso Legal – Política de Privacidade anuncie contato. Girls Like You feat. O índio era um índio touro, Mas até touro se ajoelha, Cortado do beiço a orelha Amontoou-se como um couro E aquilo foi um estouro, Daqueles que dava medo, Espantou-se o chinaredo E amigos – foi uma zoada, Parecia até uma eguada Disparando num varzedo! Eu me grudei na percanta O mesmo que um carrapato E o gaiteiro era um mulato Que até dormindo tocava E a gaita choramingava Como namoro de gato! Guitarra num solo furioso, bateria pulsante, contrabaixo no ritmo e uma gaita especial de Paulinho Cardoso.

Nome: musica bochincho jayme caetano braun
Formato: ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: Windows, Mac, Android, iOS
Licença: Apenas para uso pessoal
Tamanho do arquivo: 28.1 MBytes

O índio era um índio touro, Mas até touro se ajoelha, Cortado do beiço a orelha Amontoou-se como um couro E aquilo foi um estouro, Daqueles que dava medo, Espantou-se o chinaredo E amigos – foi uma zoada, Parecia até uma eguada Disparando num varzedo! All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners. Eu me grudei na percanta O mesmo que um carrapato E o gaiteiro era um mulato Que até dormindo tocava E a gaita choramingava Como namoro de gato! Eu me grudei na percanta O mesmo que um carrapato E o gaiteiro era um mulato Que até dormindo tocava E a gaita choramingava Como namoro de gato! Eu me grudei na percanta O mesmo que um carrapato E o gaiteiro era um mulato Que até dormindo tocava E a gaita choramingava Como namoro de gato! Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Parabéns ao idealista deste projeto e aos seus participantes. Aviso Legal – Política de Privacidade anuncie contato. Girls Like You feat. Eu me grudei na percanta O mesmo que um carrapato E o gaiteiro era um mulato Que até dormindo tocava E a gaita choramingava Como namoro de gato!

Bochincho – Jayme Caetano Braun | Letras de Músicas FM

O índio era um índio touro, Mas até touro se ajoelha, Cortado do beiço a orelha Amontoou-se como um couro E aquilo foi um estouro, Daqueles que dava medo, Espantou-se o chinaredo E amigos – foi uma zoada, Parecia até uma eguada Disparando num varzedo! Facebook Twitter Google Plus Whatsapp.

Arquivos Relacionados  DOCUMENTOS CDR BAIXAR

Enviar Mensagem enviada com sucesso. Eu me grudei na percanta O mesmo que um carrapato E o gaiteiro era um mulato Que até dormindo tocava E a gaita choramingava Como namoro de gato!

Quem pode ouvir essa lista? Jesus Chorou Racionais Mc’s. E foi ele que se veio, Pois era bocihncho a pinguancha, Bufando e abrindo cancha Como dono de rodeio.

musica bochincho jayme caetano braun

Bochincho Jayme Caetano Braun. New Rules Dua Lipa. Enviar para jame de e-mail Seu Nome Seu endereço de e-mail. Chinaredo à bola-pé, No ambiente fumacento, Um candieiro, bem no centro, Num lusco-fusco de aurora, Pra bochimcho chegava de fora Pouco enxergava ali dentro! Esse site utiliza cookies. Talvez ande — por aí, No rodeio das alçadas, Ou — talvez — nas obchincho, Seja uma estrela chirua Dessas — que se banha nua No espelho das aguadas!

Jayme Caetano Braun – Último Bochincho – Ouvir Música

O índio era um índio touro, Mas até touro se ajoelha, Cortado do beiço a orelha Amontoou-se como um couro E aquilo foi um estouro, Daqueles que dava medo, Espantou-se o chinaredo E amigos — foi uma zoada, Parecia até uma eguada Disparando num mussica Meio na volta do braço Consegui tirar o talho E quase que me atrapalho Porque havia pouco espaço, Mas senti o calor do aço E o calor do aço arde, Me levantei — sem alarde, Por causa do desaforo E soltei meu marca touro Num medonho buenas-tarde!

Talvez ande – por aí, No jayje das alçadas, Ou – talvez – nas madrugadas, Seja uma estrela chirua Dessas – que se banha nua No espelho das aguadas! O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.

O índio era um índio touro, Mas até touro se ajoelha, Cortado do beiço a orelha Amontoou-se como um couro E aquilo foi um estouro, Daqueles que dava medo, Espantou-se o chinaredo E amigos – foi uma zoada, Parecia até uma eguada Disparando num varzedo! E dali ganhei o mato, Abaixo de tiroteio E inda escutava o floreio Da cordeona do mulato E, pra encurtar o relato, Me bandeei pra o outro lado, Cruzei o Uruguai, a nado, Que o bochuncho zaino era um capincho E a história desse bochincho Faz parte do meu passado!

Arquivos Relacionados  CD DE GUIG GHETTO 2010 BAIXAR

E foi ele que se veio, Pois era dele a pinguancha, Bufando e abrindo cancha Como dono de rodeio.

Meio na volta do braço Consegui tirar o talho E quase que me atrapalho Porque havia pouco espaço, Mas senti o calor do aço E o calor do aço arde, Me levantei – sem alarde, Por causa do desaforo E soltei meu marca touro Num medonho buenas-tarde! Pirata E Tesouro Ferrugem.

musica bochincho jayme caetano braun

E foi ele que se veio, Pois era dele a pinguancha, Caetajo e abrindo cancha Como dono de rodeio. Deus e Eu Leandro Borges. Mensagem enviada com sucesso. E foi ele que se veio, Pois era dele a pinguancha, Bufando e abrindo cancha Como dono de rodeio.

Último Bochincho

In My Feelings Caetsno. E foi ele que se veio, Pois era dele a pinguancha, Bufando e abrindo cancha Como dono de rodeio. O índio era um índio touro, Mas até touro se ajoelha, Cortado do beiço a orelha Amontoou-se como um couro E aquilo foi um estouro, Daqueles que dava medo, Espantou-se o chinaredo E amigos – foi uma zoada, Parecia até uma eguada Disparando num varzedo! Mas o que é bom se termina – Cumpriu-se o velho ditado, Eu que dançava, embalado, Nos braços doces da china Escutei – de relancina, Uma espécie de relincho, Era o dono do bochincho, Meio oitavado num canto, Que me olhava – com espanto, Mais sério do que um capincho!

musica bochincho jayme caetano braun

E dali ganhei o mato, Abaixo de tiroteio E inda escutava o floreio Da cordeona do mulato E, pra encurtar o relato, Me bandeei pra mueica outro lado, Cruzei o Uruguai, a nado, Que o meu zaino era um capincho E a história desse bochincho Faz parte do meu passado!